Lobuloplastia

Existem diversos fatores que podem acarretar em alterações no lóbulo de orelha. Os principais são:
  • Envelhecimento: o avanço da idade resulta em flacidez em várias partes do corpo, e o lóbulo da orelha é uma das que mais sofrem com isso, já que é composto por tecidos conectivos areolares e adiposos, que sofrem diretamente com a ação da gravidade.
  • Uso de brincos: brincos muito grandes ou pesados ou alargadores podem acarretar no alargamento dos lóbulos, principalmente se usados por um longo período de tempo.
  • Acidentes: o uso de brincos pode tornar a pessoa mais suscetível a acidentes na região do lóbulo, já que eles podem se prender em fios, linhas e demais objetos.
Existem diferentes procedimentos que podem ser realizados para esta cirurgia. De acordo com a avaliação do cirurgião plástico, é determinada a técnica mais adequada ao caso do paciente. O procedimento geralmente é realizado no consultório, sob anestesia local, sendo facilmente suportável ao paciente, com mínimo grau de desconforto.  Em geral, quando realizado bilateralmente, a cirurgia dura entre 40 e 50 minutos. A cicatriz resultante costuma ser linear, bem discreta, sendo os pontos retirados entre a primeira e a segunda semana após o procedimento.Pós-operatório Recomenda-se não deitar sobre a orelha operada ao longo da primeira semana do procedimento. Podem ser utilizados brincos de pressão após o primeiro mês, caso a paciente deseje, e para o uso de brincos comuns, recomenda-se furar a orelha entre 3 e 6 meses, quando o lóbulo estará mais recuperado.